Devido ao crescente desenvolvimento tecnológico no mercado, podemos perceber o quanto mudou a forma em que tendemos a usar aparelhos cada vez mais práticos, que antes, eram extremamente complexos! Um caso a citar disso são as famosas lives — ou filmagens como eram ditas antigamente — que hoje podem ser realizadas pelo celular sem muitos problemas.

Se tratando de eventos religiosos, como é o caso de cultos, a presença digital é de suma importância para agregar ainda mais fiéis, sobretudo aqueles que ainda não podem sair de suas casas, ou não puderam comparecer ao culto.

Nesse quesito, podemos perceber a imensa utilização de lives, que projeta todas as atividades ao vivo, e as pessoas que não estão comparecidas no local podem assistir de filme online, sem muitos esforços. Mas, como fazer isso em uma igreja? Confira o nosso post até o final e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto.

 

Como se preparar para uma live?

Assim como muitos pensam, não basta simplesmente pegar a câmera de um celular ou de qualquer outro dispositivo que ofereça uma live já começar a ativar o seu modo. Muito antes desse processo acontecer, existem etapas que devemos seguir, a fim de que a transmissão ao vivo seja um sucesso e não apresente nenhum tipo de problema no decorrer do seu processo. Confira abaixo algumas questões interessantes que precisamos levar em consideração:

1. Atente-se ao horário

Em lives que são transmitidas em igrejas, por exemplo, é bastante comum que o responsável pela área deixe a live ativada no ambiente e mostre processos que antecedem o início do culto. Quando fazemos isso, tendemos a perder ainda mais espectadores, pois a espera tende a se tornar extremamente cansativa.

Por esse motivo, atente-se ao horário do culto e deixe tudo pronto uns 5 minutos antes do evento realmente começar. Faltando poucos segundos, ative a opção de live e deixe-a rodando até o culto acabar. Além disso, sempre busque verificar a qualidade do vídeo, do ângulo e se a bateria atende ao tempo necessário.

2. Estabeleça uma duração da live

No processo de divulgação da transmissão ao vivo — especialmente em cultos — é bastante comum anúncios mostrando um horário de duração da live, mas quando chega no momento, o culto acaba ultrapassando ainda mais o que foi proposto antes! Por esse motivo, busque estabelecer uma duração para que a sua live cumpra com o tempo determinado, a fim de não cansar nenhum espectador durante a transmissão.

3. Tenha todos os materiais necessários

Se tratando de uma live, podemos perceber que a primeira coisa que não pode faltar, são todos os materiais que devem ser utilizados para a live. De forma prática, você precisa estar atento à iluminação — quando for necessário — o tripé ou suporte para colocar o equipamento, a bateria — caso a porcentagem não dure até lá — e quaisquer processos relacionados para não comprometer a live.

 

 

4 dicas de transmissão de culto ao vivo

 

Agora que você já está totalmente preparado e equipado para fazer a live do seu culto, vamos conferir x dicas de transmissão para o seu evento:

1. Facebook

De acordo com estudos recentes, foi divulgado que o Facebook é a rede social que mais se contenta com pessoas da segunda e terceira idade. E como cultos em igrejas, essa é a faixa etária que mais predomina os bancos, na live não será diferente. Por esse motivo, busque investir em uma transmissão ao vivo do seu culto pelo Facebook. Siga todas as etapas para a configuração da live e deixe-a rolando na plataforma. De forma prática, o responsável por cuidar da transmissão consegue ter acesso ao número de likes, compartilhamentos, comentários nos vídeos, qualidade de áudio e de vídeo.

2. Youtube

Bem no começo da pandemia, o que não faltava eram as mais lives no Youtube, onde cantores de todos os gêneros musicais criavam lives em seus canais para gerar relacionamento com o público, e além de tudo, passar alguma mensagem de valor a eles. Intuitiva, prática, e dinâmica, o Youtube oferece uma opção para que todo o processo da live possa ser configurado de maneira eficiente, sem muitos conhecimentos técnicos.

Para isso, basta acessar a plataforma, configurar as opções para fazer a live, ou então deixá-la agendada, para que todos os inscritos possam acompanhar o dia exato do culto. Assim como no facebook, no youtube também é possível escrever comentários, fazer enquetes no chat, configurar a qualidade de som e vídeo durante a transmissão e compartilhar a live para amigos e familiares.

3. Instagram

Mesmo que o perfil do instagram seja para um público mais jovem, ainda podemos perceber que essa faixa etária também se interessa bastante pelos cultos através de lives, sempre acabam acompanhando — especialmente as igrejas que frequentam. No instagram, também é bastante simples de fazer uma live. Basta ir na opção de Stories e trocá-la por “transmissão ao vivo”. E pronto! A live já está sendo liberada e visível para todos os usuários do perfil da sua igreja nessa rede social.

4. Zoom, Hangout

Saindo das redes sociais, existem plataformas que são exclusivas para bate papo, mas que também podem ser usadas para transmitir lives, já que as câmeras ficam ligadas de forma simultânea. Nesse tipo de plataforma, as lives tendem a ser diferentes, uma vez que pode ser possível que os usuários mantenham a câmera ou o microfone ligado. Contudo, não é a regra!

 

Conclusão

 

Conforme vimos, a tecnologia mudou completamente a forma de consumirmos produtos e serviços. Se tratando de situações onde envolvem a necessidade de transmitir eventos ao vivo, não é diferente. Os processos estão cada vez mais tecnológicos, e se tratando de cultos através de lives, as redes sociais são as melhores opções para garantir sucesso na sua transmissão ao vivo.

Portanto, agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre o assunto, que tal conhecer a nossa plataforma de streaming? Ela é completa, funcional, extremamente intuitiva e não oferece processos complexos para iniciar suas lives. Acesse agora o nosso site e conheça os nossos serviços.